O Instituto Dinamarquês de Simulação Médica (DIMS) do Hospital Universitário de Herlev, Copenhague, foi fundado em 2001. A difusão da simulação médica na Dinamarca deve muito a esta universidade, na qual o departamento de anestesia representou um papel fundamental no desenvolvimento de um simulador dinamarques para anestesia no começo dos ans 90. Posteriormente, a equipe do hospital adquiriu mais experiencia com o treinamento com simulação. Anestesistas e enfermeiros anestesistas mostraram seu entusiasmo com este novo modo de treinamento e quiseram colocá-lo à disposição de mais pessoas. Isto foi o que fez germinar a idéia de criar um instituto de treinamento com simulação.

A região de Hovedstaden na Dinamarca possui oito hospitales, incluindo o Hospital Universitário de Herlev, o segundo maior da Dinamarca. Serve a uma população de 700.000 habitantes e oferece uma alta seleção de especialidades médicas e instalações para tratamento de câncer para toda a população dinamarquesa. Herlev conta com 26 departamentos e 4.000 empregados.

Um Trabalho de Cooperação

Desde Herlev foram iniciados cursos de simulação por todo o país cursos para equipes de anestesia e, como resultado, o treinamento com simulação médica começou a ser conhecido mais na Dinamarca. A região de Hovedstaden reconheceu o impacto potencial que tinha o treinamento com simulação, caso todo o pessoal dos oito hospitais da região tivesse acesso a ele. Após um período de deliberação, a região de Hovedstaden decidiu financiar o instituto para simulação. A ajuda econômica foi decisiva para o Hospital Universitário de Herlev e como resultado foi estabelecido o DIMS.

Simulação Adaptada às Necessidades Individuais

O DIMS conta com impressionantes instalações para simulação que ocupam mais de 2.700 m2, abrangendo 13 salas de simulação em escala completa, 5 salas de controle, 7 salas de reuniões e 3 salas de aula. Devido à diversidade de especialidades de tratamento de saúde apoiadas pelo DIMS, o contexto educacional varia conforme as necessidades e prioridades de cada grupo. Isto é obtido ao envolver peritos de especialidades relevantes no planejamento dos cursos de simulação, garantindo assim que sejam totalmente satisfeitas as necessidades educacionais. Do mesmo modo, os instrutores são um grupo diversificado de profissionais em termos de suporte médico, algo que oferece significativas vantagens.

O equipamento de treinamento destes cursos incluem: 1 SimMan 3G, 8 SimMan, 3 SimBaby, 1 SimNewB, 6 sistemas de imagens, 8 computadores com MicroSim, 4 estações de habilidades de ressuscitação Anne e 3 simuladores de suporte avançado à vida, junto com numerosos manequins e simuladores para treinamento em tarefas específicas.

O DIMS coopera com o Centro para Educação Clínica (CEKU), Rigshospitalet em Copenhague, participa ativamente de redes nacionais e internacionais de simulação e atua como um centro de conhecimentos para novos centros de simulação na Dinamarca.